segunda-feira, 22 de junho de 2009

Benefícios da Atividade Física

Muitos acreditam que pessoas com diabetes não devem praticar exercícios físicos pela possibilidade de uma hipoglicemia. No entanto, quando feitos com acompanhamento profissional, os exercícios podem ser extremamente benéficos para esses pacientes.

Como se sabe, o transporte de glicose para o interior das células é mediado por um grupo de permeases, denominadas GLUTS. Basicamente, o GLUT 1 está envolvido na captação de glicose basal não mediada por insulina. Já o GLUT 4, que catalisa o transporte em músculos e tecido adiposo, tem sua ação acentuada pela insulina. Esse GLUT se encontra em vesículas citossólicas e é translocado até a membrana plasmática por estímulo insulínico, normalmente.

Nesse sentido, o exercício físico é um fator que contribui para o aumento da permeabilidade de miócitos e adipócitos à glicose, por também induzir essa translocação de transportadores. A insulina e o exercício físico utilizam mecanismos de sinalização diferentes para que essas movimentações ocorram e, por essa razão, a atuação do exercício sobre os GLUTS permanece inalterada, mesmo quando há resistência à insulina, como é o caso de diabéticos do tipo II.

Outro ponto importante é o auxílio das atividades físicas na manutenção da massa corporal, favorecendo o controle da obesidade, que tem papel fundamental no diabetes tipo II, por provocar queda no número de receptores de insulina nas células.

Além disso, após a prática de exercícios, há aumento na atividade de enzimas atuantes na glicogênese, para que seja feita a ressíntese do glicogênio quebrado anteriormente. Dessa forma, a glicose circulante diminui significativamente, levando a diminuição nos níveis glicêmicos.

Por todos esses motivos, a American Diabetes Association recomenda que diabéticos pratiquem cerca de 150 horas semanais de exercícios, tomando os cuidados necessários para evitar complicações como hipoglicemias. Essas medidas visam fornecer melhor qualidade de vida a esses pacientes.

Referências:
Marzzoco, Anita & Baptista, Bayardo; Bioquímica Básica, 3ª edição - Editora Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, 2007.
Data de acesso: 21 de junho de 2009

2 comentários:

  1. Caroline Palomares22 de junho de 2009 19:32

    O texto é bastante esclarecedor. Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Além de ajudar no controle do diabetes mellitus, a atividade física é importante em sua prevenção. Para saber mais, leia o artigo Quem tem risco de ter diabetes mellitus. Semana que vem publico a continuação: "Como prevenir o diabetes mellitus".

    ResponderExcluir